Julho virá com eSocial; todos setores da empresa serão impactados

Depois de aproximadamente 10 anos de testes, o eSocial finalmente será obrigatório para a maioria das empresas, a partir de julho. Embora a entrada em vigor não gere nenhuma alteração na legislação atual, envolverá uma radical mudança de cultura nos processos organizacionais.

Levantamento realizado pela equipe do SINCAF mostra que o desenvolvimento do projeto impactará várias áreas das empresas. No caso das menores, os escritórios contábeis que prestam atendimento devem estar atentos, pois as informações passam a ser incluídas on-line.

Por exemplo, a fiscalização será on-line se um funcionário recém-contratado por uma empresa está com sua carteira de trabalho registrada ou fez os exames médicos admissionais obrigatórios.

O risco de uma infração, com aplicação de multa pelos órgãos públicos, se mostra mais presente, muitas vezes pela falha no envio da informação pelos canais digitais. São 11 obrigações já existentes, que agora terão que ser repassadas digitalmente ao governo pelas organizações, nos campos trabalhista, previdenciário e fiscal.

A lista inclui Caged, livro de registro de empregados, folha de pagamento, GPS, Dirf, Rais, entre outros. O projeto eSocial é uma ação conjunta de órgãos do governo federal, como Receita Federal do Brasil, Caixa Econômica Federal, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Ministério do Trabalho.

Estudos mostram que 53% das informações necessárias ao eSocial exigirão esforço da área de Recursos Humanos das empresas. Outros 20% virá da área financeira. Jurídico e Contábil também serão exigidos. Uma maior integração entre esses setores, ou entre a empresa e seu escritório de contabilidade, se mostra fundamental.

De início, especialistas recomendam que as empresas foquem na implantação e operação do eSocial em suas rotinas. Unificar e controlar as informações, por exemplo, da folha de pagamentos, é fundamental.

A implantação já começou para grandes empresas. As de médio e pequeno portes serão impactadas em julho.  Em agosto de 2014, o SINCAF realizou um evento em Limeira que trouxe os representantes desses órgãos para falar sobre o projeto. Agora o governo diz que a medida será adotada efetivamente.


Voltar
SINCAF - Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira
Base Territorial - Limeira (SP)
Rua Prefeito Marciliano, 304-A - Jardim Mercedes

Fones: (19) 3451-3665 | 3451-4606
contato@sincaf.com
Todos os direitos reservados - Desenvolvimento SPHERA