Sincaf alerta para prejuízo social dos acidentes de trabalho

Evento debateu ações para identificar os riscos de acidentes
presentes na indústria da construção
Foto: Divulgação

O prejuízo social causado pelos acidentes de trabalho é uma das preocupações dos empresários da construção civil de Limeira. O tema foi discutido durante o 1º Seminário de Segurança e Saúde do Trabalho na Indústria da Construção de Limeira, realizado no último dia 31 de julho.

“A segurança evita os danos causados à sociedade pelas ocorrências. Por isso, estamos nos atualizando, priorizando a prevenção”, disse o engenheiro José Luiz Gazotti, diretor do Sindicato Patronal das Indústrias da Construção (Sincaf), durante o seminário.

O evento debateu ações para identificar os riscos de acidentes presentes na indústria da construção. Ao mesmo tempo, avaliou medidas de proteção coletiva e individual que devem ser implantadas conforme a fase da obra em obediência às normas regulamentadoras NR-18 e NR-35.

O seminário reuniu empresários, trabalhadores e o Ministério do Trabalho e Emprego para discutir o tema. Cerca de 40 profissionais da área acompanharam as apresentações no auditório do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Cerâmica, Construção Civil e do Mobiliário de Limeira e Região (Siticecom). Profissionais do Programa de Saúde do Trabalhador/VISA Limeira também estiveram presentes.

“O cenário já melhorou, mas precisamos avançar. Essa parceria com o sindicato patronal é importante”, avaliou Ademar Rangel da Silva, presidente do Siticecom e da federação estadual dos operários da construção, a Feticom. Os sindicatos patronal e de trabalhadores organizaram o seminário, com apoio do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Atualmente um em cada 10 acidentes profissionais no país é no segmento. “Melhorar a saúde e a segurança nos canteiros ajudará a reduzir esses números”, avaliou o engenheiro Robinson Leme, diretor de Educação e Saúde da Feticom, que falou sobre trabalho em altura.

As normas regulamentadoras (NR) são um dos instrumentos que geram medidas de proteção. Uma delas, a NR nº 18, existe desde 1978 e abrange o setor. Porém, está sendo aprimorada constantemente, contou a auditora fiscal Nara Borba.

Qualidade

“Precisamos ouvir a opinião da sociedade, que a cada dia anseia a redução do número de vítimas”, disse a auditora. “A sociedade quer que os produtos sejam gerados com qualidade”. Segundo ela, as ocorrências são analisadas também no sentido da evolução.

Robinson Leme chamou a atenção que a NR 18 está sendo reavaliada no sentido de facilitar os procedimentos técnicos, sem deixar de lado a segurança do trabalhador. Segundo ele, o combate à informalidade no setor também passa pelo tema. A parceria dos sindicatos patronal e dos trabalhadores concretiza as ações preventivas educativas visando a mudança da cultura para o trabalho seguro em Limeira.


Voltar
SINCAF - Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira
Base Territorial - Limeira (SP)
Rua Prefeito Marciliano, 304-A - Jardim Mercedes

Fones: (19) 3451-3665 | 3451-4606
contato@sincaf.com
Todos os direitos reservados - Desenvolvimento SPHERA