Skip links

Conheça as tendências que impactarão a Construção até 2040, segundo CIESP

O segmento da Construção precisa estar antenado nas macrotendências mundiais até 2040. Entre elas, estão os padrões construtivos, as habitações de baixo custo e a necessidade de tecnificar ainda mais o capital humano e as atividades das empresas.

As observações constam de estudo “Macrotendências mundiais até 2040”, divulgado pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP). No último dia 24 de junho, detalhes do estudo foram apresentados em evento realizado em Limeira.

O presidente do SINCAF, Renato H. Maluf, participou da apresentação realizada pelo presidente do CIESP, Rafael Cervone. Diretores e associados do SINCAF também estiveram presentes.

Renato conversou com lideranças, levando as informações e demandas do setor. “O posicionamento das empresas de Construção é importante, para que os temas sejam analisados também nessa perspectiva”, diz Renato.

A recepção foi feita pelo diretor-titular do CIESP Limeira, Renato Laranjeira, que, na foto, está ao lado de Renato Maluf.

Macrotendências

Segundo o estudo, há ligação da Construção com todas as nove áreas de macrotendências. Na visão estratégica, o tema se encaixa no item Urbanização, que apresenta como principais macrotendências:

. Aumento da urbanização mundial.

. Crescimento das cidades médias em comparação com as metrópoles.

. Novos modelos de ocupação das cidades

. Demanda por espaços verdes e de lazer.

. Purificação do ar.

Onde serão os impactos

Os avanços trazidos pelo maior emprego da tecnologia e de práticas sustentáveis afetarão os padrões construtivos em itens como:

. Habitações de baixo custo.

. Tecnificação da construção.

. Sistemas modulares de construção.

. Retrofit: imóveis comerciais convertidos em residências.

. Casa inteligente: espaços físicos integrados por meio da tecnologia.

Essa perspectiva gera oportunidades. “Na cadeia da construção civil, há potencial aumento de produtividade e redução de custos da construção com novas tecnologias construtivas (lean construction, construção industrializada, robótica, Indústria 4.0, BIM – Modelagem da Informação da Construção). E traz a necessidade de aumento da qualificação da mão de obra”, diz o documento.

Unidades habitacionais para uma pessoa, reuso de material de construção e uso de energia renováveis são outros pontos que impactam o setor, diz o estudo.

O estudo está disponível para os empresários, bastando para isso entrar enviar mensagem ao sindicato no e-mail contato@sincaf.com.

Deixe um comentário