"Restrições no comércio trarão impactos negativos"; veja comunicado

Restrições ao funcionamento do comércio de material de construção trarão impactos negativos ao associados do SINCAF. As medidas são válidas, inicialmente, até dia 30 de março, e constam de decreto assinado pelo governador João Dória.

A avaliação apontando as dificuldades com as novas medidas consta de nota assinada pelo presidente do SINCAF, Renato Hachich Maluf.

O SINCAF ainda elaborou comunicado com orientações em razão das novas restrições.

Leia o comunicado do SINCAF e a nota.

COMUNICADO SINCAF – 12/03/2021

Informamos que durante a atual fase vermelha da pandemia decretada pelo Governo do Estado de São Paulo, o SINCAF funcionará exclusivamente de forma remota, sendo adotado o sistema home office para todos os funcionários.

Dúvidas pelo e-mail - contato@sincaf.com

Orientações

Como ficam os serviços diante do Decreto Estadual 65.563, de 11 de março (DOE de 12/3/20210) que implementa a Fase Emergencial, em vigor de 15/03/2021 até dia 30/03/2021.

Por ser atividade essencial, a construção civil – incluindo os seus escritórios – poderão funcionar. A orientação é que o maior número possível de trabalhadores em atividades administrativas deve adotar o teletrabalho. Medidas sanitárias seguem valendo, como uso e troca de máscara, higienização com álcool em gel, entre outras.

Já as lojas de materiais de construção e correlatos devem permanecer fechadas, sem atendimento ao público, sendo permitidos serviços de entrega (delivery) e drive-thru. Está proibida a retirada na porta da loja.

Recomendam-se turnos diferenciados para os trabalhadores que forem à empresa, para evitar aglomeração no transporte público.

As empresas devem avaliar quais são os funcionários que passarão a trabalhar remotamente.

Sobre a circulação de pessoas, deve ser evitada das 20h às 8h. Eventuais entregas de materiais de construção nos canteiros de obras podem ocorrer em qualquer horário. Porém, em razão de questões técnicas, deve-se evitar o procedimento das 20h às 8h.

O SINCAF segue analisando eventuais atualizações das medidas.

Nota Oficial SINCAF

O decreto de 11/03/21 do Governador do Estado de São Paulo que,  entre outras medidas, manda fechar os comércios de materiais de construção até o próximo dia 30, certamente trará impactos negativos às nossas empresas.

Essas empresas fatalmente terão maiores dificuldades na obtenção de matéria-prima, gerando grande descompasso na utilização de mão de obra.  Note -se que a construção civil é a responsável maior pela utilização de mão de obra em fase inicial de qualificação, e esse pessoal desempregado ou na informalidade não terá condições de sustentar-se.

O Governo diz basear -se na ciência, CIÊNCIA MÉDICA,  deixando de levar em conta a CIÊNCIA ECONÔMICA cuja principal premissa é de que só o trabalho gera renda. Deixa de lado também a CIÊNCIA SOCIAL pois os ociosos são bastante propensos a doenças várias, entre elas o tabagismo, a obesidade e a depressão. O custo dessas terapias recairá no Estado e na Sociedade.

Limeira, 12/03/2021

Engenheiro Renato Hachich Maluf

Presidente do Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira (SINCAF)

Agora, clique aqui e veja o que muda em Limeira com o decreto.


Voltar
SINCAF - Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira
Base Territorial - Limeira (SP)
Rua Prefeito Marciliano, 304-A - Jardim Mercedes

Fones: (19) 3451-3665 | 3451-4606
contato@sincaf.com
Todos os direitos reservados - Desenvolvimento SPHERA