Compra na empresa ganha força em período de preços em alta

Um dos setores mais afetados com a alta de preços de produtos e serviços é o de material de construção. A expectativa de que o cenário se alterasse nesse início de ano não se confirmou. Por isso, é bom você ficar de olho em itens como o processo de compras da empresa.

O SINCAF buscou o apoio de autoridades para que a questão fosse revista. Porém, o tema ainda está sendo analisado.

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) concluiu levantamento com 376  empresas que comprova a continuidade do aumento de preços e o desabastecimento de insumos, nos primeiros 45 dias do ano.

O temor é que a alta de preços prejudique resultados, empregos e obras. Como a construção está sendo um dos segmentos em alta desde o início da pandemia, no ano passado, a inflação no setor ameaça a recuperação e o cumprimento dos contratos.

Estratégias para uma boa compra ajudam nesse cenário. Para a Associação Comercial de São Paulo, o empresário sempre deve levar em conta pelo menos 5 pontos na hora das compras.

. Planejamento: você sai ganhando

Nunca deixe para fazer a compra de última hora. Sua empresa dependerá da disponibilidade do fornecedor e terá poucas alternativas de prazos e preços. Antecipar esse processo ajuda você e o fornecedor.

Vá ao mercado após se munir de pesquisas de tendências de preços, prazos e disponibilidades.

. Práticas de organização ajudam

Planejamento depende de organização. Quando for falar com os fornecedores com bastante antecedência, leve números, inclusive os seus.

Isso dá um certo trabalho no início, mas ajuda você a notar, por exemplo, em quais períodos pode haver maior saída de um certo produto.

A organização reduz a perda de mercadoria e evita sobras ou faltas em estoque. Além disso, muitas vezes amplia o poder de negociação, que ocorre quando se vai ao fornecedor num período em que ele, geralmente, tem menor volume de negócios.

. Fidelização do fornecedor

Boas relações com alguns dos fornecedores é uma saída interessante. A tendência é que o vendedor priorize parceiros que realizam pedidos mais frequentes, melhorando preços e prazos.

. Que tal fixar metas?

Sempre negocie tendo em mãos valores e prazos que sua empresa pode aceitar. Porém, tenha em mente que isso é um jogo – a flexibilidade do fornecedor tem limite.

Agora, use isso sempre pensando no resultado. Avalie se o desconto prometido não está atrelado, por exemplo, a prazos que podem prejudicar a entrega aos seus clientes.

Também olhe a questão internamente. É bom fixar metas nas compras, comparar os dados com períodos anteriores (respeitando eventuais distorções), entre outros. Envolva até mesmo que não é de compras, para evitar os pedidos de última hora.

. Saber com que está negociando

Busque informações sobre o fornecedor e empresas concorrentes, para poder argumentar durante a negociação. Dados e tendências de mercados facilitam a decisão.

Uma alternativa é checar notícias e sites especializados. A divulgação está bastante intensa, e aí dá para antecipar quem vai cumprir o que prometeu na hora da negociação.

A reputação do fornecedor é fundamental.

 


Voltar
SINCAF - Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira
Base Territorial - Limeira (SP)
Rua Prefeito Marciliano, 304-A - Jardim Mercedes

Fones: (19) 3451-3665 | 3451-4606
contato@sincaf.com
Todos os direitos reservados - Desenvolvimento SPHERA